← Back to portfolio

Pix: Descubra como funciona e aprenda a cadastrar sua chave!

Desenvolvido pelo Banco Central e lançado no Brasil em 5 de outubro, essa nova forma de pagamento eletrônico já está dando o que falar!

Afinal, O que é o Pix?

De forma objetiva e clara, o Pix é um sistema de pagamentos e transferências de dinheiro por meio digital. A origem do nome vem de pixel, nome dado aos pequenos pontos de luz que juntos formam uma imagem na tela. O cadastramento das chaves começou no dia 5 de outubro, e as primeiras transações poderão ser realizadas no dia 16 de novembro. O objetivo é ser um meio mais rápido e barato de realizar pagamentos e transferir dinheiro de uma pessoa para outra, ou entre pessoas e empresas.

Segundo o Banco Central, o serviço estará disponível 24 horas do dia, 7 dias por semana, inclusive fins de semana. As transações serão concluídas em menos de 10 segundos e serão gratuitas para pessoas físicas, inclusive MEIs (microempreendedores individuais).

Essa novidade vai revolucionar a forma como são feitas as transações de pagamento e transferência de dinheiro.

Como funciona o Pix?

É mais simples do que você imagina! Com essa inovação será possível receber valores instantaneamente, direto na conta. Na hora de fazer uma transação, o Pix estará dentro do aplicativo bancário e no internet banking do cliente como uma das opções para concluir a operação, assim como já estão outras funcionalidades, como DOC e TED, por exemplo.

Se você precisar transferir dinheiro para outra pessoa, basta acessar sua conta, selecionar o Pix, se identificar no sistema com a sua chave, informar a chave da pessoa que receberá a transferência e concluir a remessa, que será processada pelo Banco Central.

Empresas e prestadores de serviço (MEI) também poderão oferecer o Pix como forma de pagamento aos seus clientes por meio de um QR Code - além da chave CNPJ. Na hora de fechar o negócio, basta escolher o Pix no seu aplicativo e capturar a imagem do QR Code.

O que são as chaves Pix e como cadastrar?

As chaves funcionam como o endereço da conta de um usuário no novo sistema de pagamentos e servirá para o Banco Central identificar o usuário, pessoa ou empresa. As chaves podem conter informações de quatro categorias de diferentes:

  • CPF ou CNPJ do usuário;
  • Número do telefone celular;
  • Endereço do E-mail ou
  • Chave aleatória (gerado pelo próprio sistema do BC, que terá de ser memorizado pelos usuários).

O registro das chaves poderá ser feito diretamente pelo aplicativo ou internet banking das instituições financeiras onde os usuários têm uma conta aberta.

Os clientes pessoa física poderão registrar até cinco chaves Pix por conta em sua titularidade. Já os clientes pessoa jurídica poderão cadastrar até 20 chaves. Dessa forma, como existem apenas quatro categorias para cadastrar as chaves, cada usuário poderá registrar mais de um e-mail, telefone celular ou chave aleatória.

No entanto, é importante destacar que não será possível adicionar uma mesma chave em mais de uma conta. Por exemplo: Se no banco X o cliente cadastrar um e-mail, no banco Y terá que cadastrar outro e-mail ou o número de celular ou o CPF.

O cadastramento é necessário para utilizar o Pix nas transações, mas não é obrigatório. Dessa forma, será necessário informar os dados do banco (agência, conta, CPF e nome do favorecido) conforme já é feito nas transações TED e DOC.

Venha ser Fly e não deixe de cadastrar suas chaves! Baixe nosso app disponível para Android e IOS.

0 Comments Add a Comment?

Add a comment
You can use markdown for links, quotes, bold, italics and lists. View a guide to Markdown
This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply. You will need to verify your email to approve this comment. All comments are subject to moderation.
Close